Como ”Shoegaze” vira Nerd com Rick & Morty

By 17 de outubro de 2018Colunas

”A série Rick & Morty atualmente dispensa maiores apresentações, mas uma coisa chamou atenção de muitos fãs da série, For the Damaged, a música tema de Evil Morty, e é sobre a banda Blonde Redhead, compositora do som, que estaremos falando.”

Antes de tudo, devo avisar que a coluna se trata um pouco mais sobre a banda Blonde RedHead e a sua curiosa aparição no universo dos cartoons, quando foi introduzida em Rick e Morty, mas se você é fã do desenho e não sabe do que estou falando, aconselho terminar de assistir antes de ler, pois podemos estar trazendo spoilers!

”Ok, nós vimos Rick & Morty e sabemos do que se trata, mas o que é esse tal de Blonde RedHead, Aquiles?”

 

”BRH” é um grupo de Indie Rock com misturas de Dream Pop e Shoegaze, que foi formado em 1993 na cidade de Nova York, criado pelos músicos e irmãos gêmeos, Amadeo Pace e Simone Pace e contando com vocal de Kazu Makino, mas antes de tudo, vamos explicar alguns detalhes. Os irmãos Pace são italianos crescidos no Canadá, que se mudaram para Boston para estudar música, especificamente falando, Jazz. Após sua corrida para NY, em um restaurante italiano, os irmãos acabam conhecendo Kazu Makino, uma estudante de arte local, e juntos acabam entrando no ramo do indie underground de Nova York.

Você pode estar se perguntando, ”Indie Rock?”, pois é e não estamos falando de Macacos do Ártico ou coisas assim, a banda carrega consigo influências de Noise Rock, Dream Pop e Shoegaze, que basicamente se tratam de fusões musicais experimentais, distorcidas, profundas, psicodélicas e com vocais destoantes e letras que se destacam por seu peso. O Noise Rock e Shoegaze podem ser facilmente representado pelos grupos Velvet Underground ou então o Sonic Youth, mas não se preocupe, nos vamos te situar no espaço tempo dos anos 80 agora! A preferência mais intensa para o ”dark” fica por conta do Shoegaze, as pegadas de distorção e pedaleiras fuzz, o Dream Pop por sua vez, um espectro mais romântico, arrastado e sussurrando, nas definições da ”AllMusic Guide to Electronica”, texturas sonoras e melodias, e a banda escocesa Cocteau Twins pode ser usada de referência, agora vamos aos exemplos antes de voltarmos pro Blonde RedHead e sua galgada até Rick & Morty:

 

 

”Tá situado? Então vamos partindo de volta ao Blonde RedHead”

Agora imagine você assistindo uma temporada de um dos seus desenhos favoritos, e eis que você se depara com uma música de um de seus álbuns favoritos? Essa foi a minha reação em Rick & Morty, algo totalmente inesperado por mim. O álbum ”Melody of Certain Damaged Lemons” faz uma analogia inteira, na qual todas as músicas se completam e descrevem uma relação de abusos entre duas pessoas, em músicas como: ”Hated Because of Great Qualities” e sua continuação: ”Loved Despite of Great Faults” onde os dois personagens dessa relação articulam seus pontos, a gramática desfoca é proposital para causar um choque, deixar o estado abatido de quem se refere a letra, e no caso de Rick e Morty temos: ”For the damaged coda”, que sucede a música ”For the damaged”. O álbum foi lançado no ano 2000 e não foi a única aparição da banda no mundo ”Nerd”, tendo participado em 2008 da Soundtrack do filme ”The Dungeon Masters” aonde os experimentais sonoros criados pela banda consistem basicamente em nuances de RPG, ambientes de RPG focados em D&D!

Pontuando rapidamente: ”The Dungeon Masters” é um documentário sobre Dungeons And Dragons focado nos ”Game Masters”: Scott Corum, Richard Meeks e Elizabeth Reesman.

E o famigerado álbum que ficou famoso em Rick e Morty:

”Mas se o álbum trata de um relacionamento destrutivo e abusivo, qual a relação isso tem com Rick e Morty?”

Quando nos descobrimos o que é a Cidadela em Rick e Morty, passamos a ter maior conhecimento da profundidade da relação vazia entre Ricks e Mortys dentre a galáxia, tendo em vista a capacidade superior de um Rick, os Mortys como sempre apontado, são meros instrumentos de defesa das ondas cerebrais de um Rick. A Cidadela é um mix de miséria para Mortys, assim como para alguns Ricks apesar da sua capacidade superior, mas é gritante essa distinção, porém existe uma tentativa de mudança nos ramos políticos que gera esperança aos Mortys, que é de ter um representante para concorrer a Cidadela. Ao demitir seu assessor, o Morty que trabalhava como secretário de campanha do Morty Presidente, acaba descobrindo suas verdadeiras intenções, e sua identidade, revelando assim a existência de um ”Evil Morty” que claramente está articulando uma vingança contra os Ricks, na cena final do episódio, podemos ver um Morty diferente, com um tapa olho aonde existe um receptor, o mesmo o esmaga e se mistura aos milhares de Mortys enquanto a música ”For the damaged” toca ao fundo.

Existem diversas teorias co-relacionadas sobre as motivações de vingança de Evil Morty, sobre quem ele é, o que ele pretende e como essa mudança da situação na Cidadela influência a vida dos Ricks? Algumas teorias sugerem que o Evil Morty é simplesmente, o Morty original do Rick C-137, tendo Rick criado Morty nesta dimensão, e o mesmo ficado tão inteligente quando ao Sanchez 137, porém, ambos em algum momento teriam se separado, fazendo com que Rick se mudasse para uma nova dimensão aonde ele sumiu por quase 20 anos. (Isso é apenas uma teoria, ainda não sabemos a origem de Evil Morty). Também já vimos em outros episódios, e como já citado acima, que um Rick usa um Morty para camuflar suas ondas de inteligência, mas já vimos que Evil Morty precisa de vários Mortys para mascarar suas ondas cerebrais. Assim como as memórias de Rick quando aprisionado, das quais ele diz conseguir dissimular, porém pode-se ver um Morty bebê, além da fala para Morty no final do episódio:

“Mas não ache que você é tão importante. Um Morty arrogante pode trazer problemas graves. Pode ser uma coisa muito ruim para todo mundo.”

Morty questiona Rick o motivo, e ele diz que um dia no futuro ele irá entender.

”Complexo? É um pouco”

O álbum ”Melody of Certain Damaged Lemons” é simplesmente incrível, e existe algo de interessante na banda que aumenta as conspirações, os irmãos Pace são gêmeos, o que coloca em tons ainda mais intrigantes as funções dos Mortys e a escolha da música da banda para tal! Como já deu pra entender pela coluna, uma relação de um Rick com um Morty é extremamente abusiva, sendo forçado a participar de missões, se utilizando para camuflar ondas cerebrais e também descartado como um mero objeto de suporte. Outra curiosidade: A música ”For The Damaged”, é baseada no ”Op.55” dos Noturnos de Chopin, sendo dedicado para sua aluna Jane Stirling, algo bem interessante de se analisar da parte de músico dos irmãos Pace na banda.

Considerações finais, escutem o álbum por inteiro, escutem a música, leiam as letras, e procurem mais teorias sobre o Evil Morty!

Aquiles Barbosa

Author Aquiles Barbosa

Historiador, alcoólatra e fanfarrão. Escrevi umas colunas e fui sequestrado por nerds que me obrigam a comer fast food e produzir conteúdo. (Ajude-me Obi-Wan Kenobi!)

More posts by Aquiles Barbosa

Leave a Reply